Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Negativas

Não. Não estou feliz nem satisfeita com nada. Não sei ser uma boa amiga, boa filha, boa neta, boa cidadã, boa coisa nenhuma. Passei a vida fazendo as coisas pela metade e nego pela metade agora também, porque não consigo terminar nada, nunca tenho sucessos. O tempo vai me corroendo e me puxando para baixo e eu me desespero e ninguém tem culpa, ninguém entende que estou cansada de pessoas remoendo pequenos problemas (só para parafrasear o Cazuza). Não há nada que eu possa fazer para mudar esse lugar? Gosto muita da poesia “O Estouro”, do Bukowski, e se você por acaso, estiver lendo isso, procure essa poesia, sem desculpas, leia-a e saberá como me sinto, e descobrirá que se sente assim também e cairá no choro, porque não há dinheiro que possa comprar uma alma ensanguentada que não vale nada além do que a vitrine possa etiquetar. Não restou ninguém, é como se tivesse acontecido uma catástrofe e só restassem poucos sobreviventes. Não acreditam que eles tenham tido uma verdadeira vontade…