Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

Arco-íris depois da chuva

Faz tempo que olho esses prédios de vários andares com vista para os morros e fico fumando e pensando sem parar, eu ultrapassei os limites, no amor e no ódio também. Peço desculpas se me interpretam sempre tão mal, têm vezes que as veias se abrem e ninguém nunca aprende com o que nunca aconteceu no fim, por isso exitem tantas cicatrizes.
Eu abandonei algumas coisas e fui até o cerro azul e não havia nada de bom por lá, a água estava podre, mas tomei quantas cervejas eu pude e não desperdicei nenhuma palavra, apenas vislumbrei o arco-íris que estava confrontando a chuva e eu não queria molhar meu cabelo, mas eu achei tão lindo... E o papai noel passou e jogou uma balinha pra mim, eu realmente fiquei com um lapso de memória do teu sorriso. A norte me dá melancolia, mas gosto de divisar algumas partes sem mencionar que já amei e já odiei bastante, porém nunca o suficiente, eu vi as estrelas e me encantei. Me tornei refém de minha solidão, mas continuo boba como sempre e leio milhões de c…

Penumbra

Imagem
Vagamundo, Eduardo Galeano.

Desavisado e imprudente

Ele se acostumou a agir como se não me reconhecesse, mas eu o reconheço de longe. Desfilando como uma doida, saímos ontem eu e ela, e eu vi as caras mais conhecidas que qualquer um possa imaginar. Professores, colegas, vagabundas e mulheres lindas, todos no shopping. E então onde há fumaça há fogo, o vi de relancei no parque e engasguei de repente, mas em seguida briguei com aquele bêbado idiota que não sabe quem eu sou. Pois finja que é rico enquanto eu vivo seu sonho desde que nasci. Sempre vou brigar quando não mais aguentar comentários de homens na rua. Os que menos me conhecem são os que fazem comentários mais íntimos. Viajar pra onde ele diz ir é pouco pra mim, desde os três anos ando de avião por aí... Grito e o faço fugir. Faço todos me evitarem porque não me aguentam mais. Fumamos, bebemos cerveja e vodca. Jamais nos arrependemos de nossas palavras ou brigas, apenas deixamos passar a raiva, eu soo bem clichê de vez em quando. Comemos hambuguer e sorvete porque vezenquando é …