Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Meias palavras

O que eu quero de você São sonhos do meu coração O que eu espero de você É simples ilusão É o que eu penso sem querer É uma letra sem canção É a tua lembrança ao amanhecer É a tua falta na escuridão E tudo que eu tenho de ti Está dentro de um livro junto de um envelope Com meu perfume doce e minhas lágrimas salgadas E comigo é assim: tudo ou nada E te espero aqui, sem meias palavras São versos sem rima Poemas em vão Pedaços de céu azul A visão do teu sorriso Dois passos para o teu coração, meu paraíso E tudo que há dentro de mim De mais puro e sensível
Imagem
Um dia alguém vai se apaixonar pelo seu sorriso torto. Alguém vai precisar ouvir a sua voz antes de dormir e querer o seu bom dia para começar bem. Um dia alguém irá querer carregar as suas dores consigo e trazer um pouco de alívio. Esse alguém também irá aceitar as suas falhas, perdoar os seus maus entendidos e respeitar os seus silêncios mesmo que não entenda. Alguém com quem você poderá até ter… brigas exageradas, mas nunca irá embora. Alguém cuja a palma da mão, você terá decorado cada detalhe e cravado a marca dos seus dedos entrelaçados. Um alguém fará você chorar e vice-versa, porém, terá um abraço que acolherá todos os erros. Alguém que talvez te odeie um dia e ame no outro - ou no mesmo -, mas que invada diariamente o seu corpo de sensações únicas. Um alguém que te leva junto toda vez que parte, e te faz oscilar entre a vida e a morte em segundos de amor. Um alguém cuja alma te pertence desde sempre. Um dia um encontro marcará o que somente os olhos registrarão. Um dia, inesp…
Imagem
Quero tomar banho antes de dormir
Quero assistir e acompanhar as novelas mexicanas que passam na TV a tarde
Quero dormir assistindo filmes antigos na TV aberta
Quero passar o dia de pijama
Quero feriados
Quero flanar nas livrarias
Quero passar horas na internet
Quero escrever madrugadas inteiras
Quero comer pastéis com coca-cola
Quero nadar no mar e deitar na areia
Quero tomar sol
Quero dormir escutando o barulho da chuva
Quero ler num parque
Quero acordar cedo de vez em quando, só pra perceber como os dias são longos e bons, se eu souber desfrutá-los
Quero chorar escutando Luiz Miguel e sentir a dor extasiante da paixão correndo por minhas veias
Quero beber até vomitar
Quero ir num show ao vivo
Quero caminhar pelas ruas à noite
Quero tomar café preto no escuro, com a janela do meu quarto aberta e contemplar as estrelas, a lua e as nuvens enquanto fumo um cigarro devagar, sem nenhuma pressa
Quero viver tranquilamente
Quero paz
Quero amor
Quero ler poemas de amor
Quero chorar vendo filmes de drama romântico

Nem de ti, nem de ninguém.

Imagem
Quem foi que te disse
Que eu não posso dormir sozinha?
E que não sei preparar meu próprio jantar?
Quem te mentiu
Que eu choro no travesseiro todas as noites que me deixas sozinha aqui?
Quem te disse
Que esse quarto, essa cama, essa casa precisam de ti?
Não necessito, nem de ti, nem de ninguém
Sem ti eu sobrevivo, estou vivendo muito bem

Obrigada por não se importar
Espero que estejas bem também
Afinal, nunca precisei de ti
Nem de ti, nem de ninguém

Quero que entendas
Que por mim tudo bem
E cresci nesse tempo e vivi sem teu calor
Mas eu espero meu amor, sinceramente, que toda essa dor
Deixe minha doce ausência presente em ti
Que meu corpo já vai vem

não necessito
Nem de ti nem de ninguém
Já não preciso me arrastar
Não há perdão, não há razão
E espero que estejas bem também
Na verdade você nunca me fez bem, na verdade nunca me fez bem, nunca me fez bem...

Abstinência do teu mísero amor e outros vícios

Imagem
Eu quero sentir falta dos meus vícios. Só terei prazer se viver a abstinência, porque tudo que eu faço todo dia, a minha rotina está ficando chata, está me afundando numa lama de ilusões, mesmice, tédio, dor, cansaço, noites mal dormidas, notas ruins.
Quero ficar dias sem isso, quero sentir saudade e voltar, como quando se volta para casa depois de uma viagem longa. Quero que me digam: “Senti sua falta, por onde andou?”. Quero responder “Por aí, vivendo bem, esquecendo aos poucos, continuando.”
Porque já cansei de derramar lágrimas e chorar feito uma louca no tapete do quarto por ter caído da cama. De me retorcer de dor, de beber demais, de fumar demais. Cansei de parar minha vida por causa desse enorme vício, que é te amar.
Eu quero a minha vida de volta, e eu sei que fui muito louca quando por um momento pensei em entregá-la para ti... Valeria à pena se você estivesse aqui e se eu fosse capaz de entender essas tuas constantes mudanças de humor, essa tua eterna atitude de me surpreend…

Cuidando da minha vida.

Imagem
E eu quero parar de querer incansavelmente controlar a vida dos outros e pensar: " se eu fosse essa pessoa, agiria diferente, faria isso, isso e aquilo." Isso é estupidez, eu não posso controlar ninguém, cada pessoa tem seus motivos, cada pessoa faz o que é necessário, o que pode. Eu não tenho o direito de mudar ninguém, seria inútil tentar. Todas as vezes que o fiz, fracassei...       E a convivência é algo muito difícil para nós humanos, mas mesmo assim vale a pena. E dói tanto ser egocêntrico, mas é só o que nos mantém vivos.      Eu só posso fazer as coisas que sou capaz, que eu preciso, não posso depender de ninguém para ser feliz. Depender de alguém para ser feliz não é viver.

Temperatura

Imagem
E eu que sou um caos completo
Te sinto sob minha pele
Pulsante, discreto
E ainda que de noite seja frio
Consigo imaginar teu calor
E essa febre que me invade
E que aos poucos vai matando
É resultado da ilusão e dos sonhos
E não posso me controlar
E caio de novo nos mesmos erros
E me movo sem pensar
E volto a te procurar
E nesses lençóis frios há um vazio
Uma lembrança
Mas tu não estás...
De que adianta buscar?