Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Comendo vírgulas

Eu saí assim de um espaço dilacerada porque eu sempre saio assim desses lugares e eu sempre caio nos mesmos buracos e puta que se apaixona é burra e estou muito barata. Na verdade nem o velho Buk me consola mais porque eu sou um caso perdido. Que vida mais estúpida eu só escrevo merda e hoje estou comendo as vírgulas e virei uma wiccaniana de merda e eu não sei o que estou fazendo aqui cadê meu nego? Não estou me divertindo com sorrisos falsos e hoje eu não vou conseguir dormir direito. E ele não significa nada no plano dos meus anos porque não pode ser assim não estou acostumada com isso pois nada pode me parar quando estou desgovernada e subentendendo olhando os ponteiros do relógio no escuro e não conseguindo me concentrar e perceber as horas e eu preciso ir embora agora e eu não consigo abandonar isso porque a mensagem é brutal mas quem me conta é lindo e eu não posso fugir disso. E se eu não puder fugir porque vai me perseguir a vida inteira? Eu sempre soube que seria uma fracas…

Seis personagens de uma trama egoísta

Do meu corpo esfolado não restou nada mais, porque eu sempre troco e errado pelo certo, afinal o errado é sempre mais atrativo. Entretanto me sinto melhor do que nas outras vezes em que as mentiras eram maiores, mas como a verdade dói e nem todo mundo aguenta, eu lamento muito se você se decepcionou, porém eu não posso agradar sempre, e eu sinto muito se eu não tenho condições de fazer isso sozinha. Aprendam, eu nunca atendo o celular, mas sempre continuo viva, estou bem. Continuo com teu cheiro no meu corpo, mas minha cama está com outro cheiro e eu tenho que lavar tudo isso, eu tenho sido boa demais com os outros e me deixando de lado. Infelizmente não dá para convencer a todos da minha pureza existencial. Não, eu não te deixarei voltar aqui, porque não suporto esses usos e despedidas escrotas e ensaiadas, sem que eu nem ao menos possa aproveitar tanto quanto tu aproveitas isso, então pegue as tuas coisas e leve embora que eu já cansei de escondê-las nas minhas gavetas. E quanto à r…

Ensaio sobre a submissão

Tô puta. Puta com quem não se coloca em seu lugar, seu refúgio para deixar os outros em paz. Não suporto quem me obriga a ouvir o que eu não quero e ainda por cima vomita seus problemas sobre mim, agindo como se eu não tivesse problemas também. Pessoas com dignidade querendo ser vítima de coisas fúteis, enquanto que eu não tenho o mínimo de dignidade, liberdade, dinheiro, sorte, inteligência, capacidade, vontade, saúde, beleza e o caralho a quatro. Mas hoje é o último dia em que serei submissa, porque quero meu próprio poder em jogo e estou quase explodindo e já não sei o que quero nem com quem eu realmente me importo ou devo me importar. Novamente me meti num buraco sádico, de onde estou lutando para sair, mas confesso que penso em fugir. Seria muita covardia? Deixaria muita coisa? Creio que não. Além disso, seria bom poder dizer a ele: “vou embora, vem se despedir”. Gosto de escrever no papel, porque não há correção ortográfica automática. Algumas coisas me causaram muito…

Dramaqueen também ama

As pessoas pensam que precisam de psicólogos, psiquiatras, analistas. Certo, todos temos problemas, mas os meus problemas também são difíceis de resolver. Se eu estou agindo estranho assim, é porque tem algo errado comigo que eu não quero que você conheça, porque nem eu mesma consigo lidar com isso. Não quero obrigar ninguém a gostar de mim, porque meus defeitos são maiores do que os de qualquer outra pessoa comum. Eu não sou comum, ninguém me aguentaria por uma semana, praticamente não me aguentam durante uma tarde inteira, porque eu não sou boa o bastante para nada. Eu apago a luz, tranco a porta, não atendo o telefone, coloco o travesseiro no ouvido, lá-lá-lá, não gosto que baguncem minhas coisas, eu fujo de tudo que mexe comigo porque eu não posso obrigar ninguém a ficar com quem já foi abandonada por alguém diversas vezes, porque ninguém consegue ser feliz com restos ou metades. Então eu só corro atrás daquilo que não me compromete além de um dia, porque eu tenho muito que fazer,…

Só escrevo bons textos quando tomada pela melancolia

Hoje eu acordei feliz, mas parece que tem um pedaço faltando porque eu sei que tem algo errado. Então eu abro a porta e fico parada e tudo parece um sonho. Por que tu não sentas e espera um café? Eu nunca preparei nada, porque nunca lembro que existe comida. Eu nunca agradeci pelas coisas que tu fizeste, pelo menos não com palavras... E por que tu deixaste as tuas coisas aqui? Pensei que levaria tudo. Quando tu precisar delas eu não vou poder dar nada porque eu não consigo te deixar partir. Imagino o último dia de tudo isso, como vai acabar essa história? Não quero continuar com o coração quebrado assim. Me olha e eu não se bagunça mais a minha casa ou o meu coração, e eu te mostro Bukowski e tu não entende nada, porque odeia estudar e julga um livro pela capa. Não importa, é sempre assim. E diz que toda mulher precisa de um homem e eu minto que não gosto mais de mulher e você sai correndo e deixando tudo para trás e eu nunca sei o que dizer, mas eu sempre valorizo quem me dá beijo n…

Interminado, porque não sei escrever sobre fins

Eu fico estancando meu sangue na própria verdade que a minha mentira construiu e fez de mim uma apologia de sonhos que não se realizarão porque há pouco trabalho e muita preguiça. Muito bem, eles vieram e fizeram tudo surreal. Eu gosto assim, mas à noite já não dá para estar sozinha o tempo todo e alguns me enchendo o saco a ponto de eu explodir a qualquer momento e derramar o sangue que meus ídolos me ensinaram a não ignorar, porque só os ignorantes tem ação no verbo ignorar. Eu insisto em pertencer a um mundo que eu nem mesmo conheço e sigo sendo corajosa para coisas com horário marcado e eu nunca chego na hora e nunca faço as coisas certas. Eu nunca estou em casa, não me ligue mais, porque eu não tenho tempo para quem não tem vontade de atravessar a cidade. Eu não tenho salário, eu não tenho dinheiro para coisas além do meu cigarro. Eu nem bebo mais, nem compro livros. Eu não voo mais céu acima porque minhas asas foram cortadas e as madrugadas me fazem fluir noite adentro e eu pre…

Ninfomaníaca de corações

Gosto de nicotina na boca, a casa toda cheirando a cigarro e meu corpo cansado e diluído no álcool. Nada de promessas e frases feitas, apenas a sensação de um sonho realizado e nenhuma certeza real do que poderia acontecer depois. Nenhum dos dois se importava, afinal, o mais importante era o que estava acontecendo ali. Sabia que mais dia ou menos dia isso iria acontecer. Três anos de atração platônica fizeram de mim um bom experimento da lei da atração. A ninfomaníaca de corações e o Number One da escola. E ali estava eu, nua e bêbada, com as contas e o aluguel pago e a televisão desligada, com a geladeira vazia e o freezer cheio de cerveja, com a cama bagunçada e ocupada do meu lado e o cinzeiro cheio e a pia transbordando. A janela entreaberta para deixar entrar um vento que refrescasse aquele furacão que invadiu meu quarto na última semana. Eu não tinha pretensões concretas sobre minhas vontades, mas se ele quisesse ficar ali para sempre eu deixaria. Sempre soube que daria certo se…

Há mais de uma semana a casa pegando fogo

Cinzeiro transbordando, garrafas vazias. Lixo transbordando, coração vazio. É muita confusão para minha cabeça, muitas incertezas juntas. Eu não sei como pude deixar a esse ponto, uma semana é muito tempo. Tudo bem que eu exagerei um pouco e no fim de semana eu fiz algo que nunca pensei que faria, mas isso não faz diferença pra mim se com o passar dos dias vai perdendo o significado. Foi como se um sonho estivesse se realizando, mas não fez mal nenhum, nem fará, porque eu não vou deixar. Mas você... eu sinto saudade e arrependimento e dor. Mas não há nada que eu possa fazer pela réplica da réplica do meu filho da puta preferido, porque se ele quiser ir embora, eu deixarei, não posso obrigar ninguém a ficar num lugar ao qual não pertence. Também me sinto assim, fora de órbita, como de costume. Eu sei que algumas pessoas filhas da puta são culpadas por muitas coisas, mas é em maktub que eu acredito, não posso trair minhas próprias crenças marcadas na pele. Isso me faz sentir melhor, fa…