Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

A última lágrima

O descaso e o acaso
me fizeram vítima dos teus abraços
aos pouco caí
nesses teus precipícios disfarçados

Me debati no meio da música
Gritei no silêncio
das tuas mãos
da tua boca
do teu sexo

Me perdi em ti
perdi tudo que tinha
meu amor platônico, minha inocência
meu coração inteiro, minha pureza

E foi sem querer
tudo que eu precisava
arrancou meu orgulho
me deixou sem nada

Corri mil milhas
encontrei fadas
queimei tuas lembranças
chorei uma última lágrima

E tudo que eu fiz por ti
não valeu nada
passei frio, fugi
e sofri calada

Agora quero que encontres brilho nos olhos dela
que desapareças da minha vida
e morra afogado nos braços dela
ela que é deusa e tem tudo
eu que sou anjo e nada tenho além desse amor corrompido

fim do furacão

Imagem
Enfim me livrei de você. E sim, tive que fazer um feitiço e derramar uma última lágrima, e não, não doeu. Me sinto muito bem assim, livre desse teu vício que estava me matando cada dia mais. Agora posso continuar, mas tive que te assistir queimando e foi lindo, nunca esquecerei.  Não me procure mais porque sou imune a você. Para mim você morreu. Falo como se você se importasse, mas tudo bem, porque já não dói, eu já até esqueci da tua existência, mas espero que tu sejas muito feliz de agora em diante com esse tua atualização de status. Sinceramente você escolheu muito bem, ela é muito melhor do que eu. Em vários aspectos, tanto de beleza quando de sociedade. Ela é mais fotogênica, mais esperta, decolada. Eu não. Ela é uma princesa. Mas eu tenho certeza que ela não faz as coisas que eu faço, tenho certeza que ela NÃO É MELHOR DO QUE EU. Sim, estou falando de sexo. E foda-se, tenho mais o que fazer também, e sorte a minha não ser o teu tipo. Qual a diferença, quero mais é ficar longe d…

queimaduras de quarto grau

Imagem
Eu ando queimando tuas lembranças. Ando aprendendo tantas coisas. Tenho acordado sozinha e ocupado meu tempo, minha mente, tanto que às vezes o tempo é pouco pra tantas coisas. E pouco a pouco tu te apagas de mim, secas, voas, viras fumaça. E as tuas cinzas vou lançar ao vento...     Eu sei, não dá pra te esquecer, nunca, NUNCA, N-U-N-C-A! Por motivos tão profundos e tão simples, que me fazem chorar pelo menos cinco minutos por dia. E dói, dói, dói! E eu tento curar, mas arde. É uma queimadura que arde, mas que vai parando de doer com o tempo, que chegou sem avisar, teve chamas enormes, flamejou pra caralho e por isso que deixará cicatrizes em meu corpo.      Sinto uma imeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeensa saudade de quando te conheci, e do furacão que tu fostes na minha vida, da importância que teve, da dor que causou e ainda causa. Talvez porque eu seja muito romântica... Ou tu sejas muito insensível... Ou nenhum dos dois. É só uma fase, eu sei que vai passar.      Foda-se você, s…

distração

Imagem
E eu não iria mais pensar nesse assunto, mas é inevitável. Se apague de mim, se apague dentro de mim, se apague de dentro de mim, volte, suma, entre, venha, por favor, não me deixe pendurada assim! E eu vou deixar o vento secar essas lágrimas, limpar meu sangue, abrir a janela, ver o anoitecer, fumar um cigarro, fazer poesia, pintar um quadro, sair à rua, fazer trabalho voluntário, procurar um emprego, encontrar um amigo, quebrar um espelho, devolver um pouco de paz, comprar um mapa, me inscrever numa promoção, tocar violão, escutar blues, vomitar na calçada, correr uma quadra, sorrir para um desconhecido, jogar na loteria, escrever uma carta, ler um livro, ajudar um bêbado, chorar no travesseiro, chamar a polícia, fugir de casa, construir um foguete, queimar meu diário, aprender russo, fazer ménage à trois, mudar de cidade, fazer exercícios físicos, preparar um café, e espero que quando eu voltar, você já não esteja mais aqui (dentro de mim).

Imagem
Mesmo frio seco do mês passado. Mesma canção. E acordei com ressaca. Ressaca de você. Me faz mal, eu sei. Mas não posso prometer nada, pois assim são as coisas: prometo não beber tanto da próxima vez, mas acabo fazendo tudo de novo. Com você espero que não seja assim, mas como o mundo dá muitas voltas, é provável que eu volte a ter um porre de você.
Você chegou na hora errada na minha vida e eu na sua. E agora fiquei sem nada além de frias lembranças. Você se deu bem, de qualquer maneira não perdeu nada, mas eu nesse jogo perdi tantas coisas...
Mas não estou tão doentia, pois ontem não comemorei, apenas chorei; de luto.
Hoje é dia 9 de julho de 2012. Estou de aniversário.

(escrito no dia nove de julho)

o futuro é logo ali

Imagem
Eu e a minha mania de planejar um futuro longe, sempre fui assim. Mas agora o futuro que eu esperava já está muito perto de mim, e o mundo deu tantas voltas inacreditáveis... E vendo assim, parece que não valeu à pena tanta preocupação, tanta dor, tanta agonia, tanto amor jogado fora, tanto tempo perdido. Mas a vida é tão furacão, é inevitável arrepender-se.
Esperarei por um futuro longe novamente, feito de outras realidades, outros sonhos. Os arrependimentos de qualquer maneira me fizeram crescer muito, aprender coisas que eu precisava saber. E se algo não aconteceu é simplesmente porque não deveria, é porque não era a hora certa, era porque eu não estava preparada. Bom, eu sei que tudo isso é uma bobagem, essa história de hora certa é uma enorme besteira, mas faz sentido. Eu sinto saudade de tantas coisas, e eu errei tantas vezes, e ainda tem tanto por vir, que minhas lágrimas já não são mais salgadas, elas são doces. Doces e lindas. E eu já quase não escrevo poesia.
Eu tenho um des…

Calar para não sofrer

Imagem
As palavras ferem, cortam como faca; arrancam pedaços ás vezes... Por isso vou me calar, só para minha boca descansar e voltar com toda força, livre de estupidez e superficialidade, livre de fofoca e maldade. Só não abandono os palavrões, porque esses fazem parte de mim.
Eu falhei, eles falaram também. Mas eu falhei mais, eu acho. Na verdade não tenho certeza se falhei. Pode ser que eu tenha falhado em alguns pontos, mas pontos inocentes. Quem disse que eles também não falharam em pontos inocentes? Eles também sofrem, também são confusos, são apenas crianças grandes. E como em O Pequeno Príncipe, é mais complicado ser adulto que criança, porque os adultos não tem essa pureza, essa inocência; ou tem... Essa é a questão. A minha juventude é livre, mas como todas as juventudes, tem sede de algo que eu não conheço. Esse desconhecido me sufoca e me confunde, mas eles também estão confusos com a minha confusão e com a confusão deles. É difícil para todo mundo, e nunca vamos superar esse…

Um mês de tempestade

Imagem
Hoje saí à noite pra comprar cigarros. Não te vi. Na verdade nem esperava ver, apenas queria um pouco de ar, um pouco das luzes dos postes e um pouco da luz da lua entre as nuvens. Está tudo bem, apenas senti uma agonia, uma vontade de subir pelas paredes, e descobri que é porque hoje faz um mês que eu vivo numa tempestade. E nesse mês de junho fiz muitas coisas que nunca tinha feito antes...      Passei pela tua casa como sempre faço, esperando que você saísse de repente e dissesse: "- Oi, como vai? Pode entrar se quiser..." Mas não, óbvio que não. Era só pra comemorar esse um mês que mudou a minha vida. Pra melhor. na verdade, tu fez tudo certo, fui eu que me iludi pensando que poderia ir mais além, que (admito, estou chorando agora, não posso evitar).      Que ingenuidade a minha, pensar que seria feliz logo agora quando eu mais tenho que sofrer, logo agora em que eu preciso de tempo só pra mim... Está tão claro que eu não posso tê-lo, porque eu simplesmente não precis…