Cause nothing I have is truly mine

Buscar coisas novas. Buscar liberdade.
Parece coisa de conto de fada. Eu nunca senti a sensação de algo novo realmente, algo que fosse renovador a avassalador, a não ser quando abri os olhos pela primeira vez nesse mundo, literalmente.
Quanto à liberdade... Bem, ela talvez seja irmã da felicidade ou algo parecido, porque ela também foge de mim, e ela tem significados diferentes dependendo de cada pessoa.
Ela pode significar morar sozinho, viajar pelo mundo, deixar a prisão, se divorciar, fazer dezoito anos, terminar os estudos ou cair de pára-quedas literalmente.
O fato é que nunca vi seu rosto, nunca me encontrei com ela. Só sei que ela me faz falta. E me contaram que faz falta para muita gente também.
Talvez ela seja uma lenda, um mito.
Pois nada que eu tenho é verdadeiramente meu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa