ILUSÃO

Fecho os olhos
Tateio na escuridão
Simples partículas
Do mel do silêncio

O dia escurece as lembranças
De um futuro longe
Onde as ondas dancem
E o céu dê bom dia

No nada espero quieta
Sentada no chão
Na cegueira juvenil
Transbordando emoção

Porque estou num entre - muros
Mas é com sorte que vejo
Tudo que existe aqui
Nas sombras da ilusão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tango, sangue e revolução

(pre) tensão

Pensé que iba a haber fiesta