SE EU PUDESSE

Se eu pudesse
Cantar aos passarinhos
Minha triste canção
Com um timbre tranqüilo
Que levantasse do túmulo
Milhões de almas

Almas nobres
Almas puras
Almas vivas
Que guardassem segredos
E aplaudissem de pé
Meu show sem platéia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tango, sangue e revolução

(pre) tensão

Pensé que iba a haber fiesta