TODO TEU VENENO

Perdi-me entre teus braços
Caí em teus precipícios
Bebi todo teu veneno

Surgi por entre teus cabelos
Beijei todos os extremos
Bebi todo teu veneno

Achei-me na superfície de tuas pernas
Depois de nadar contra a corrente
Morri com todo teu veneno

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa