Mesmo frio seco do mês passado. Mesma canção. E acordei com ressaca. Ressaca de você. Me faz mal, eu sei. Mas não posso prometer nada, pois assim são as coisas: prometo não beber tanto da próxima vez, mas acabo fazendo tudo de novo. Com você espero que não seja assim, mas como o mundo dá muitas voltas, é provável que eu volte a ter um porre de você.
Você chegou na hora errada na minha vida e eu na sua. E agora fiquei sem nada além de frias lembranças. Você se deu bem, de qualquer maneira não perdeu nada, mas eu nesse jogo perdi tantas coisas...
Mas não estou tão doentia, pois ontem não comemorei, apenas chorei; de luto.
Hoje é dia 9 de julho de 2012. Estou de aniversário.

(escrito no dia nove de julho)

Comentários

  1. Como seria monótona a vida sem lágrimas, desilusões, paixões e amores mil. Seja feliz no dia que completa mais um ano e se possível, alongue a felicidade quanto for possível.
    Nós, poetas nos embriagamos com facilidade de amores, desilusões e saudades. Sem isto não existimos.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, o amor machuca, mas não somos nada sem ele! Lindas palavras Omar, obrigada por comentar sempre! Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Argumente.

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa