Ausência


O magnetismo insiste em nos unir
Tua voz me faz suspirar
Teu corpo transborda no meu
Tua boca me impede de falar

Minha alma cheia das marcas
Que tuas mãos deixaram em mim
Nas noites sinto tua falta
E fantasio que ainda estás aqui

No frio te sinto longe
Afogo-me na amarga solidão
Não sei se é apenas a distância
Ou se entre nós existe tração

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa