Dramaqueen também ama



As pessoas pensam que precisam de psicólogos, psiquiatras, analistas. Certo, todos temos problemas, mas os meus problemas também são difíceis de resolver. Se eu estou agindo estranho assim, é porque tem algo errado comigo que eu não quero que você conheça, porque nem eu mesma consigo lidar com isso. Não quero obrigar ninguém a gostar de mim, porque meus defeitos são maiores do que os de qualquer outra pessoa comum. Eu não sou comum, ninguém me aguentaria por uma semana, praticamente não me aguentam durante uma tarde inteira, porque eu não sou boa o bastante para nada. Eu apago a luz, tranco a porta, não atendo o telefone, coloco o travesseiro no ouvido, lá-lá-lá, não gosto que baguncem minhas coisas, eu fujo de tudo que mexe comigo porque eu não posso obrigar ninguém a ficar com quem já foi abandonada por alguém diversas vezes, porque ninguém consegue ser feliz com restos ou metades. Então eu só corro atrás daquilo que não me compromete além de um dia, porque eu tenho muito que fazer, e mesmo que me sinta sozinha às vezes, quero curtir meu melodrama sozinha, me faz bem pensar no pedaço de lixo que eu sou e na merda inteira que a sociedade colocou na minha cabeça e me fez pensar assim sobre mim mesma. Tenho muitas coisas para resolver, não sei como farei tudo isso, mas farei. Eu me atraso por você, porque sei que não volta tão cedo. Suas coisas ainda estão aqui e espero que estejam por muito tempo ainda. Sinto muito que eu tenha estragado tudo na primeira semana, mas eu não sei lidar com quem gosta de mim, porque eu nunca sei quando alguém está falando sério sobre sentimentos comigo. Eu minto muito, mas nunca maltratei ninguém, então desculpe se você não consegue me entender e por isso está tão frio e distante, mas eu não me ajoelho duas vezes para uma mesma pessoa, nem eu mesma consigo decifrar-me.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa