Não se pode ter tudo...

Eu lamento mentir desse jeito. Parece que eu me tornei o tipo de pessoa que ele é, e eu não quero ser assim, porque ninguém merece alguém tão sem valor. Sinto que valeria muito a pena em outra situação, porque agora eu valho ainda menos.
Eu queria que muitas coisas fossem diferentes, mas são apenas sonhos pedidos que nunca vão se realizar, porque cada um tem um pouco do que eu quero e eu sei que não posso ter os dois...
Eu exploro meus lados mais obscuros e vou de um extremo a outro correndo no escuro e nua. E derrubo muitas coisas deixando o barulho me guiar, com o frio tomando conta de mim e as lembranças me sufocando e me lembrando que eu não tenho do que me arrepender e eu choro e eu não consigo dormir e a disputa de vocês me corrompe profundamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa