Lolito

Nem sempre as lolitas são mulheres.
O vi de longe e soube que o conhecia... Nos olhos vi que era um vagabundo nato.
Ele tinha o físico de um rapper branco que eu costumava conhecer e a cor da pele de outro.
Senti meu corpo tremer quando ele me cumprimentou, mas ele estava com uma Berê legítima, a da tarde, porque pela manhã havia outra.
E eu não sou Cruz, sou Chinaski, nego.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa