Ying-yang: rasta-gangsta.


Meu pretinho me deixou sem marica, mas deixou seu cheirinho natural de maconha na minha cama.
Dias comendo pouco, só fumando maconha, bebendo água e trepando, sem ver a luz nem do sol, nem da lua.
Suas roupas bagunçadas no meu quarto, diferente do meu branquinho, melhor amigo dele. Seu olhar gangsta me encarando desde cedo da noite, me pedindo cigarro depois de cantar, só alguns outros niggas falando comigo.
E eu só precisava de ti. Bebendo cerveja como se fosse água e fumando uns baseados. E eu fiquei mais de um dia contigo, ouvindo nosso raps e reggaes, falando
sobre a vida, nada muito claro, exceto nossos defeitos, bons e maus. Capricórnio é regido por Saturno, assim como Aquário já foi. O Rasta tem a tribo de Judá marcada na pele, no rosto.
Meu rasta longe da zona leste e perdido na minha cama, me dizendo que queria me ouvir cantar, porque eu cantava bem, mas quem entende de música aqui é tu, meu nego.
Cidade Verde, N.W.A., Marley, olhos vermelhos, dormindo sem parar.
Me dreada! É como se fôssemos ficar jovens para sempre. Mas se tem maconha estamos sorrindo, meu rasta. É bom dormir contigo. Enquanto der tempo.
Não sei quando nos veremos novamente, eu não sei como vai ser. Mas as coisas são assim. Mais uns minutos só. Leva meu anel. Já estou com saudades, rasta.
Cada um no seu lugar. Mas toda cidade sabe que vocês são do best side. Os melhores em tudo e mais lindos. A rima é suprema.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa