altas doses de realidade enlouquecem

Já não consigo dormir. Joguem minhas coisas no lixo, eu estou pedindo. Já não haverá nada para mim, pois eu odeio que me cobrem. Todos estão me irritando e nenhum deles fará nada por mim. Eu me odeio. TODOS OS DIAS alguém me chama de puta. Meus amigos me chamam de puta. Mas eu não sou uma. São coisas bem diferentes, mas eles têm a cabeça pequena demais para entender, nenhum deles me vê por dentro, todos eles me julgam. TODOS OS FILHOS DA PUTA. Eu odeio vocês, quero que sejam atropelados por um caminhão de lixo, que aproveite e leve vocês junto. Esse é o lugar de gente assim: bem longe de mim!!!

Andava buscando um lugar para me deixar feliz, mas esse lugar não existe. Toda miséria que há em mim me sufoca e o orgulho é o nosso pior veneno. Estamos todos corrompidos, não me venham com hipocrisias baratas, porque eu já não aguento esses jogos imundos, mas eu vou jogar e vencer, vou vomitar na cara de vocês todas as mentiras que me foram ditas, porque quando se passa por tudo que passei, já não se consegue ser do mesmo jeito. Ninguém consegue. Não consigo tratar ninguém bem. Sou egoísta agora.

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Argumente.

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa