maconha é soma e meu pretinho não me ama.

É uma pena que meu pretinho preferido não goste de mim, eu me arrependo sim. Desculpe por ser uma "puta". Então, segue iludido. Como é ruim andar pelas ruas sem rumo e sentir como em 1984, do Orwell, tomando soma sem parar para estar vivendo fora de uma sobrevida de merda. Eles me ofereceram esse remédio e eu não paro. Acabei desse lado do muro. Não quero ninguém se lamentado perto de mim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tango, sangue e revolução

(pre) tensão

Pensé que iba a haber fiesta