Mudei meu conceito sobre o que tá correto...

Não acho que nenhum deles sabe o que eu devo fazer com a minha vida. Não conseguem nem viver a deles direito. O que é certo? O que é errado? Respostas rasas não me machucam, mas me fazem pensar ainda mais.
Não importa quantas vezes ele repita o nome dela, não importa o quanto o cabelo de A. é lindo, e nada será da mesma maneira na minha mente, sempre sei quando estou errada e então, nunca sei lidar com isso. Não é maldade, é costume, tensão.
Eu esqueço que todas as vagabundas existem, quando ele chega e me dá milhões de beijinhos no corpo, e quando me entrega um tijolo pra fumar.
Para de me fazer sentir culpada, porque senão não sobrará mais nada e eu não terei remorso, porque já nem lembro deles mesmo, porque deveria algo pra ti?
Preciso de roupas novas, preciso dar um jeito de exterminar a porra do natal, não irei aguentar, acho que vou me trancar em algum lugar, e acho que todos sabem como é esse sentimento, família e toda essa merda, presentes, perus, falta de provacidade, de paz, cachorros irritados por foguetes, eu odeio o fim de ano, nem estou em copacabana tomando champgne, por que deveria me importar?
Acho que ele vai comprar outras armas. Pizza, churrasco, cerveja. Uma noite de sexo sem penetreção para fazer o corpo tremer, só porque ele contou uma história dela e eu finji estar com sono. Odeio ex.
O meio quilo veio com uma bala de 22 no meio. Agora ele só me chama de amor.
Ela tem mau gosto, é baixo nível, vagabunda. Vi o tipo que ela pegou, o jeito que o nariz dela fareja as pessoas para se envolver mais e eu odeio o fato de que ele a enxerga como uma menina maravilhosa, ela deve ser realmente, não é possível. Bem, eu a enxergo como uma rampeira, hipócrita, exibiscionista, mas na idade de casar. Ainda direi a ele o quanto aquele sorrido absurdamente lindo é venenoso. Ele nunca vai acreditar, é idiota por mulheres. Esse é o tipo de coisa que me dá vontade de virar lésbica, como quando um homem goza primeiro que você e nem se importa.
E eu sei que nada do eu faço ou do que você faz é por mal, mas é necessário que seja assim. Maktub.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa