sintonia também é causada por opinião contrária.

Toda aquela fumaça densa, meio quilo do novo, ele dizendo o quanto me ama e falando sobre coisas bonitas, dizendo que eu não posso andar de short pela casa porque tem muitos homens lá. Expliquei a ele que não é bem assim, ele vai ter que aturar meu feminismo, ele falou das minhas foto novamente, fiquei muito brava e só consegui ouvir a voz daquela girafa de olhos verdes na minha cabeças. Me disse que eu não deveria ter dado maconha para a mãe dele. Ele disse que sou Ruby, a namorada perfeita, igualzinha a do filme. Preciso escrever um conto pornô sobre aquela noite. Ele é o namorado perfeito, ele me deixa carregar e fumar por dia trinta gramas à vontade, divide a comida na mesma quantidade, ele não acha que como menos porque sou mulher, bebe menos porque sou mulher ou fumo menos. Ele acredita em mim. E é claro, ele faz amor antes de dormir e quando acorda, às vezes mais de uma vez. E esse é o tipo de coisa que eu admiro nele. Eu consigo enxergar as coisas nos olhos dele e ver verdade.
Pretinho, não posso passar o ano novo na Santa Tereza também, vou acampar com meu rastinha. Eu sonho contigo quase todos os dias, ouvindo aqueles velhos, mas nem tanto, raps nacionais e cansada de sofrer por isso tudo. W>N. Sempre será. Nada posso fazer. E eu os vejo mudando e se afastando de mim. Essa cidade infestada de vagabunda hipócrita e ignorante. Nunca vou acreditar que estou te rejeitando novamente, mas nunca cante "bilhete" para mim. Meu coração dói muito. Eu espero que um dia as coisas possam dar certo para nós. Tenho fé, pretinho...
Não vejo ninguém além dele, recuso os convites... Eu não vou conseguir mudar sem um emprego, eu não tenho mais direito à muitas coisas, eu não tenho dinheiro, eu estou fodida e mentindo sobre muitas coisas para todos.
Não sei onde colocar meus sentimentos, vontades e planos, muitas coisas estão se esfarelando com o tempo, os sonhos vão correndo de mim, se fazendo impossíveis. Mas sempre vou querer minha cobertura com vista pro mar.
Estou entrando em uma crise, fraquíssima por sinal, e as pessoas ainda me perguntam porque eu fumo maconha. É porque me cura herpes, me permite dormir, me permite comer com vontade e sentir o sabor das coisas, ter o pensamento mais detalhado e criativo, sensível também. Porque é bom para fazer sexo, toda essa sintonia é consequência do nosso contraste.
Eu meia dreadada, amando o jeito que ele cozinha tudo rapidinho, fazendo tudo para mim.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa