Os gritos do silêncio

Tranquem-me em um quarto escuro e eu ficarei fazendo fumaça verde e fumaça cinza. Será que ele vai voltar nesse mundo inteiro grande que sempre quer repetir nós dois, em pedaços, divididos, em fases diferentes... mesmos lugares, merecemos lugares novos também. meu coração lamentado e a vela acesa. banho frio, fluxo contínuo de inspiração. Infecção urinária.
Os vizinhos que aguentem meu cheiro.
Andando em vão nos ônibus, lendo Cervantes, estou cansada. A cidade sem luz, em todas as zonas que fui.
Eu indo e voltando, alternando tudo, tudo avulso em mim. dentro de mim.
Não havia luz. Mas na leste sim. Me ame no escuro, tapas, bate o carro, brigamos, perguntou se estava falando do meu ex, não sou como ele que falo de ex, sempre digo isso.
Arco-íris se chateia comigo e minhas atitudes adversas. adoro ver essas palavras no dicionário. mas o fato é que todos se chateiam comigo, eu traio até a mim mesma, sinto muito, eu sinto tudo muito...
pretinho me ligou nessa sexta-feira de chuva, fico jogando com as lágrimas.
Minha visão está uma merda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa