Fugaz

Estou interrompida de escrever, interrompida de te ver. Tendo que resolver tudo sozinha pela primeira vez na vida de verdade. Do mundo. Submundo. Não gosto dessas mordaças e amarras.
Ouvindo Bone Thugs, lendo Nabokov, bebendo alguma vodka e sinceramente fazendo amor muito bem. Dando aquilo que eu sei melhor que q-u-a-l-q-u-e-r uma e que eles geralmente querem. Te conquistei mais dessa vez. Atrás. Por trás. Traz uma bebida para mim. Comprei tantas coisas essa semana, gastei quase tudo que ganhei.
Comprei Nietzsche, Henry Miller, Hermman Hesse, Ferréz, Dinha, Sacolinha. Estou feliz conhecendo alguns autores, revisitando outros.
Pintei o cabelo de amora, amor. Estou sedenta e por mais que os pingos caiam sobre mim, não me molham completamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa