La muerte

Meu corpo sangra, assim como um ciclo, assim como o fluxo da escrita que flui de mim, meu sangue es(corre). Minha cabeça ficou um pouco tumultuada, meus olhos ardentes com a erva boa, e muitas vezes tentei expressar um sorriso inexistente, mas vi em algumas pessoas que havia algo a fazer e havia sim, incentivo para fazê-lo. Me mantive impassível quando soube que ele morreu, depois de tanto demorar para ler mulheres, do velho buk, e se estraçalhou todo em uma estrada qualquer, estando ele sobre uma moto, pois não há chances, eles sortearam o número 13 para mim e avisaram sobre a morte, disseram: "el trece, porque es la muerte", eu não pude fazer nada quando meu nariz sangrou e minha cabeça quase explodiu, pois a tenho marcada na pele no sentido literal de todas essas palavras.
Estou dominando o vocabulário nadsat, Burgess é genial, voltarei para minha leitura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa