A madrugada pra nós

Todas as tuas poesias se transformam em esperança de uma nova vida. Diferente da que eu tinha...
Eu sempre fumada, quem conhece bem sabe. Quando não exponho, eu interiorizo, porque eu não quero falsos amigos.
Então venha até a minha cidade e fale sobre o que interessa, não precisa nem rimar, quando não existir lugar para tirar a roupa. Tu te calarias diante de mim, quando percebesse que eu te levo em qualquer lugar e pra bem longe. Onde tu caminhas sempre eu já estive, fui em cada parte linda, em todas onde havia cheiro de maresia, eu senti e vi o mar de perto, naveguei nos barcos de cada cidadezinha perto, praias que hoje destruíram e só restou alto índice de poluição. Eu pretendo voltar, tu és um bom motivo para voltar às minhas raízes no litoral sul do rio grande. Eu amo esse lugar, por todas as ruas eu devia andar, mas não posso, eu escolhi outro lugar, eu deixei isso para trás porque estava escrito assim, é absurdo e falho.
Olhe dentro dos meus olhos e me veja amadurecer devagar e todo teu sotaque me conquista, porque eu desconheço limites nessa parte do mapa.
Me leve para dançar que eu danço e eu compartilho qualquer coisa, minha renúncia vira denúncia quando escuto sua voz só pra mim depois de te ouvir por dois anos inteiros.
Me diga o quanto somos sem limites, tuas palavras são música, uma batalha no meu coração, se tu luta e me acerta me destrói me ameaça me faz perdida no corpo e teu cabelo.
Há dez anos estive na esquina e eles também eram pais. E tua evolução me contagia enquanto eu reconheço que eu sou assim, eu não me limito, já sabemos.
Chame os amigos que conhece da minha cidade, porque então poderei recusar passar o copo para eles, eu quebro a roda e dispenso as meninas deles, que são meninas, eu sou mulher. Cada um no seu lugar, eu correspondo a alguém com mais classe, de verdade e no estilo, as suas sombras não significam nada para mim, porque não há volume nas suas calças.
Eu te desconcentrei sua mente e eu não estou disposta a perdoar a mim mesma, porque eu sou livre para aproveitar qualquer oportunidade de liberdade extrema alegria, isso sim é felicidade. Eu não vou me redimir, eu não quero resgate. Estive pensando em como disse que é linda a minha voz, tu mereces muitos contos, porque ninguém mais consegue dar suporte a todas as minhas qualidades. Enquanto muitos reclamaram de minhas atitudes e choraram, meu travesseiro sabe bem o quando dói a madrugada fria com o passar dos anos e tudo o que passei para chegar em cada parte por onde passei, minha curiosidade em conhecer algo perto da perfeição e aproveitar os momentos perfeitos escrevendo minha história para que ela não se rompa e eu encontre a paz.
Escute minha voz no escuro e não pretenda nada além, porque eu surpreendo na atitude, todo seu flow não disfarça a habilidade com as melhores palavras para me enganar, eu tenho âncoras, mas também tenho asas. Todo o teu dinheiro me distrai, afinal sei bem o que é isso, traga mais mulheres se quiser, quero ver quem aguenta melhor, quero saber como é o teu ritmo para analisar. Não sou qualquer uma, logo depois de descobrir e me levar onde não fui, explica na tua malandragem o que pode acontecer quando as águas escuras do sul nos molharem e os ventos dizerem o quanto é fácil ir para cama comigo.
De perto poderá sentir e respeitar o nível do calibre das minhas armas, sei que compra champanhe, sei que abandonou outra vida. Feche bem as janelas, mas nunca deixe a boca imóvel.
Sua vontade está em todas as direções, eu estou engatilhada para vários lados, não faço nada além de compartilhar tuas palavras. Tenho muitos planos e pouco espaço em minha cama. O mundo é pequeno e todos se conhecem, não quero me abster de poder ter tudo.
Por muitos anos estive ali, eu esperava te encontrar, mas eu não tinha nenhum meio de fazer isso, tu és meu pretexto de mudar de cep, cuidado as moças, que não desviam a vontade, mas não faz o teu tipo nem o de nenhum deles, porque não fazem nada direito. Eu me auto afirmo e confirmo que minha boca merece esperança. Tua entonação me deixa sem ação e eu queria apenas disfrutar de ti na fumaça, eu sei onde eu preciso estar, já sei que quando vocês estão juntos a polícia sempre nos repreende, eu não insisto em compreender o porquê eu suporto essas coisas. Esqueça meu nome e me confunda nas outras mil, confessa qual é a melhor de todas e siga procurando desinibido, eu tenho motivos para me entregar e jamais pensar duas vezes, toda minha vida de mulher perfeita que vai casar se desfaz no teu perfume caro e erva fina. Deixe que todos aplaudam e descubra todas as minhas inimigas distraídas e no zero a zero, porque estão namorando, nenhuma desenrola tão bem um trabalho bem feito e um momento intenso. Tu voas muito alto e sempre me fez romântica, eu acreditei no amor muitas vezes ao te escutar, não me iluda com essa malandragem nata, eu sempre escutei todos os vagabundos desde anos e ainda perto de ti, naquelas ruas de terra quando eu ainda era criança e nadava na praia sem medo da vida insana e cigana.
Tu me despertas uma ânsia de encontrar a palavra certa para expressão meus sonhos e eu tropeço nas minhas razões enquanto o frio me deixa resfriada.
Muito cuidado com o que pode acontecer quando os beijos se transformarem em brigas e socos. Não sei se o que vejo és tu ou o dinheiro. Tu me encantas com teu canto de sereia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Ultraviolência

Arco-íris e Tristessa