Foi como ser demitida do emprego dos sonhos


Eu caminhava devagar por aquelas ruas e minha garganta tinha um nó enorme, tão grande que quando sentei nas escadas na Conde de Porto Alegre meus olhos se encheram de lágrimas, mas eu aguentei firme, fumei um cigarro e não peguei a caneta para escrever nada, pois sabia que deveria esperá-la ali embaixo.
Não consigo parar de pensar no banheiro escondido onde nos beijamos. Foi o melhor beijo da minha vida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa