Abstinência do teu mísero amor e outros vícios

Eu quero sentir falta dos meus vícios. Só terei prazer se viver a abstinência, porque tudo que eu faço todo dia, a minha rotina está ficando chata, está me afundando numa lama de ilusões, mesmice, tédio, dor, cansaço, noites mal dormidas, notas ruins.

Quero ficar dias sem isso, quero sentir saudade e voltar, como quando se volta para casa depois de uma viagem longa. Quero que me digam: “Senti sua falta, por onde andou?”. Quero responder “Por aí, vivendo bem, esquecendo aos poucos, continuando.”

Porque já cansei de derramar lágrimas e chorar feito uma louca no tapete do quarto por ter caído da cama. De me retorcer de dor, de beber demais, de fumar demais.  Cansei de parar minha vida por causa desse enorme vício, que é te amar.

Eu quero a minha vida de volta, e eu sei que fui muito louca quando por um momento pensei em entregá-la para ti... Valeria à pena se você estivesse aqui e se eu fosse capaz de entender essas tuas constantes mudanças de humor, essa tua eterna atitude de me surpreender todos os dias e me fazer num dia acreditar que tu me amas e no outro que já não te importas comigo.

Eu sabia que seria assim, pois sempre é assim. Mas eu não entendo nem as minhas multipolaridades, como poderia me acostumar com as tuas? Isso é humano, mas é complicado.

Eu que tantas vezes chorei por motivos estúpidos e que tantas vezes acreditei nas promessas das pessoas. E quantos milhões de vezes prometi para mim mesma que mudaria e seria mais madura, agiria diferente, pensaria entes de agir e não cometeria os mesmos erros. Mas a tolice me derrubou.

Eu só quero distância, quero poder sentir saudade. Eu já sinto saudade há muito tempo, uns dias a mais ou a menos, tanto faz.

Tudo bem que quando eu paro para pensar no tamanho que as coisas chegaram, logo percebo que foi longe demais, que nos deixamos levar, que pateticamente nos derretemos.

E eu deixei de fazer muitas coisas, renunciei minha vida, meus planos, meus sonhos, minhas obrigações, para sofrer por ti. E faz todo sentido chorar, porque na situação que está, só se pode chorar, soluçar, gritar, espernear, quebrar tudo, se arranhar, enlouquecer. Porque sem você aqui já não dá mais, está tudo errado, não só você, mas TUDO na minha vida tá extremamente errado e para consertar leva tempo e não adianta eu continuar com as minhas listinhas de início de ano nem com meus livrinhos de auto-ajuda. Eu preciso agir, minha vida é urgente.

Comentários

  1. RENOVAÇÃO... Novação... AÇÃO! De nada adianta pensar, decidir e não agir. Somente a ação leva a mudança. E, muito mais que isto, nunca, jamais entregue sua vida para quem quer que seja, por mais importante que pareça.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário Omar Talih... É verdade, preciso agir, tenho que agir, nenhuma ideia boa é uma ideia se não se tornar concreta, real. E sobre entregar minha vida, dói dizer, mas já estou tomada por um sentimento chamado amor...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Argumente.

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa