Flores, poemas e chocolate



                Talvez eu estivesse errada o tempo inteiro, a vida inteira. Talvez meus filhos tenham os olhos verdes sim. Brinquem num jardim bonito. Vistam roupas de marca. Escutem música clássica. Talvez nenhum deles nunca me deixe entrar em seus mundos, porque talvez não seja meu lugar. Talvez eu mereça uma coroa. Talvez eu use sapatos de marca e more num bairro nobre. Talvez não ajude ninguém a ser feliz e não complete ninguém. Talvez eu tenha bastante dinheiro para viajar à Europa. Porque no mundo dele, as meninas são outras, são lindas, dançam bem, têm cabelos, peles, pernas, sorrisos e bundas muito mais bonitos que os meus. Fazem sexo melhor do que eu. Duvido... Enfim, a história se repete, repete, repete, repete, repete, repete... Eu apenas não entendo o porquê, entretanto, nada como um dia após o outro dia.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa