Verbo: Desapegar-se




             Tenho acordado feliz nos últimos dias, com sentimentos renovados no peito, cheia de poesia esbanjada, cheia de esperança no futuro, no amor e na arte em geral. Apesar de tantos “nãos”, de tantos “eu sinto muito, mas não vai dar”, de tantos “rs” irônicos, forçados. Alguém que quer me ver melhor vale todos os esforços e todo esquecimento de gente filha da puta e cega, porque não adianta ter bom coração e não expor os sentimentos para quem te quer bem. Sinto-me presenteada pela Deusa Afrodite, porque depois de meditar com ela algumas vezes e dela me dizer coisas que eu não queria escutar, mas que eram verdade, eu fui guiada para algo muito melhor, e fico tão feliz com isso, meu sentimento já não cabe, nem a saudade cabe...
                Avancei muito essa semana e estou bem com isso, o humor está melhor, as coisas dando certo, pessoas que se aproximaram e fizeram a diferença, trazendo um pouco de luz e calor para meu coração tão despedaçado e dolorido. Por noites inteiras vi de perto a sensatez insensata do amor, provei do velho e bom brilho da paixão, e vi, ainda que de longe a certeza, a segurança que o acaso traz se a força de vontade combina tudo com o cosmos e a entrega acontece.
                

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa