Comendo vírgulas



Eu saí assim de um espaço dilacerada porque eu sempre saio assim desses lugares e eu sempre caio nos mesmos buracos e puta que se apaixona é burra e estou muito barata. Na verdade nem o velho Buk me consola mais porque eu sou um caso perdido. Que vida mais estúpida eu só escrevo merda e hoje estou comendo as vírgulas e virei uma wiccaniana de merda e eu não sei o que estou fazendo aqui cadê meu nego? Não estou me divertindo com sorrisos falsos e hoje eu não vou conseguir dormir direito. E ele não significa nada no plano dos meus anos porque não pode ser assim não estou acostumada com isso pois nada pode me parar quando estou desgovernada e subentendendo olhando os ponteiros do relógio no escuro e não conseguindo me concentrar e perceber as horas e eu preciso ir embora agora e eu não consigo abandonar isso porque a mensagem é brutal mas quem me conta é lindo e eu não posso fugir disso. E se eu não puder fugir porque vai me perseguir a vida inteira? Eu sempre soube que seria uma fracassada mas não sabia que seria tão cedo e tão ruim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa