Tudo pode piorar, aproveite enquanto está bom



         Hoje alguém me tirou da escuridão, me desnudei e soube o que mais temia. Foi quando fui obrigada a ser forte. Tive que decepcionar pessoas por ter confiado em algumas outras pessoas e até em mim mesma. Triste demais para ser real, mas era de fato real. Tive que bater de frente, olhar fundo dentro dos olhos dos meus maiores medos, deixar rolar algumas lágrimas de desespero e clamar por meus deuses, pois existe um momento em que praguejar te traz receio do castigo. E então você já não fala tão alto quanto antes, você agradece por poder andar e tomar um banho de chuva sem reclamar, você se sente feliz em ter de levantar cedo porque não está preso a uma cama por não conseguir caminhar. E você vê que sua vidinha é tão fantástica e você não tinha percebido isso esse tempo todo, e vivia falando mal dos outros, se preocupando com a opinião dos outros, colocando defeitos em seu corpo, tendo preguiça mesmo tendo capacidade de lutar. Agradeça pela sua saúde, por mais que nunca sermos capazes de nos colocarmos no lugar dos que sofrem, tente, não sentirá um terço, mas já é o bastante para se sentir abençoado. Não precisa ir à igreja, precisa encontrar sua família, ligar para sua avó, sair com seus amigos, acordar cedo, caminhar duas quadras, comer sorvete. Vi o demônio tão de perto, pensei que fosse morrer, mas aí me levantei, precisava vencer a mim mesma, meu próprio corpo estava me alertando e lutando e eu ali, morrendo aos poucos sem buscar nada. Então não lavo o cabelo há mais de uma semana, e não me depilo, e saio na rua e agradeço a chuva, agradeço o ar puro, rezo, aproveito, mesmo que eu esteja muito grogue de tantos remédios, mesmo que nada pareça fazer muito sentido porque nunca imaginei isso para mim, mesmo que eu não saiba do amanhã, mesmo que hoje eu caminhe cambaleando e feda porque não tomo banho há três dias.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ultraviolência

Me cobraram recato, eu rasgei o contrato

Arco-íris e Tristessa